A roncada das motos começou cedinho na Capital, com concentração na Rótula das Cuias, com percurso pelas principais avenidas da capital até o Complexo Cultural do Porto Seco.

A comissão de organização do evento representada pela Arquidiocese de Porto Alegre, Sindimoto/RS, EPTC, Brigada Militar e Secretaria da Cultura estiveram presentes no evento, e salientaram que este ano o tema FÉ SIM, VANDALISMO NÃO, foi essencial, para que a ordem se mantivesse durante todo tempo na Romaria.

De acordo com o Presidente do Sindimoto/RS, Valter Ferreira, a procissão foi bonita e tranquila. "A proposta para este ano era fazer com que a ordem e a segurança estivessem em primeiro lugar, e nós conseguimos. Com a colocação do caminhão de som dentro do complexo do Porto Seco, muitas bagunças e arruaças foram evitadas. A fé e a devoção foram o foco principal", afirma.